Você sabe fazer a redação do Enem?

Respeite a ortografia original, porém ignore toda a espécie de sinais que não tenham correspondentes em lusitano. Em casos de nomes próprios provenientes de línguas com outros alfabetos, o ideal é transcrever conforme a sotaque aproximada. Enquanto o nome possuir um correspondente consagrado em língua portuguesa, use-o em lugar da ortografia original ( Novidade York em lugar de New York). NOMES PRÓPRIOS Escreva conforme o registro original ou com receita usada profissionalmente pela persona. Nomes próprios não seguem menarquia ortográficas. Em caso de incerteza, bocado à persona para soletrar seu nome. Absolutamente ninguém gosta de ver o nome escrito falso. NUMERAIS A  redação perfeita do Enem  maior parte dos jornais escreve por extenso números inteiros de zero a 10, além de século e também milénio, sejam cardinais ou ordinais. Depois do 10, escrevemos os algarismos. Evite, enquanto não for obrigatório, o uso de algarismos romanos. OPINIÃO Jornalistas devem se impedir de ponderar ou enunciar pensamento de número ao lavrar uma notícia. Jornalismo crítico não depende da opinião do qual escreve; um registro, confronto de dados, informações e também opiniões alheias podem ser realmente mas contundentes do que a opinião de um noticiarista. O PREFEITO O edil deve ser continuamente citado, nas aberturas de artigo, por seu nome completo: “Luiz Paulo Vellozo Lucas”. Nas seqüências das matérias, com o nome pelo que é chamado usualmente : “Luiz Paulo”. Deve-se vestir tal princípio para referir todas e cada uma das autoridades da Prefeitura: secretários, prefeitinhos, etc. E também para não ter falhas ou reclamações, continuamente que uma domínio novidade ingressar no serviço municipal, ela deve ser consultada sobre como gosta de ser chamada. Evidentemente, não devemos vestir apelidos, a não ser que sejam consagrados no lugar do nome.



ÓRGÃOS SUBORDINADOS Em diversos textos, citamos os órgãos que são subordinados à Prefeitura. Secretarias, administrações regionais, etc. Nestes casos, devemos unir os 2 na citação da proveniência. Exemplo : “A Prefeitura de Vitória, por canal da Secretaria da Saúde (Semus), anuncia hoje em dia …” Ou portanto : “A Secretaria da Saúde (Semus) da Prefeitura de Vitória anuncia atualmente …” PAÍS Com maiúscula, singularmente enquanto se referir ao Brasil. PALÁCIO Este continuamente vem em literatura maiúsculas, porque designa sede de controlar. Palácio da Alvorada, Palácio Anchieta, Palácio Domingos Martins, Palácio do Governo, etc. O termo Paço Municipal também deve ser grafado com maiúsculas. PALAVRÃO Nem filosofar. O nível do jornalismo deve ser continuamente preservado. O uso de expressões chulas vulgariza o trabalho jornalístico. Mesmo enquanto o vulgar é empregado pelo entrevistado, deve ser abortado. A menos que a notícia só exista em unção disso. E também, apesar disso, dependendo do palavrão, este deve ser escrito só com a primeira letra seguida de três pontinhos. PALAVRAS COMPOSTAS As palavras compostas podem ser estruturadas destas formas : substantivo + substantivo: embarcação - espectro ; substantivo + de + substantivo: agua -de- dependência ; substantivo + adjetivo: paixão -perfeito; adjetivo + substantivo: preciosas -artes; forma oral + substantivo: porta-estandarte; adjetivo + adjetivo: amarelo-escuro; forma oral + forma oral : debandada ; advérbio + advérbio: menos- defeituosamente ; advérbio + adjetivo: meio- defunto ; advérbio + particípio: muito - acontecimento. Há, ainda, outras combinações muito mas complexas: deus-nos-acuda, chove-não-molha.

Formas seguras de acabar com mau hálito


Eliminar a halitose é a meta de muitas pessoas.

Tentando ser mais objetivo, milhares de brasileiros lutam para eliminar o mau hálito.

Na internet, podemos encontrar diversas informações incoerentes sobre como acabar com este horrível problema.

Tais informações erradas não só serão ineficazes mau hálito.

Diante disso, resolvi publicar este artigo para acudir mais e mais pessoas.

Entre as principais causas da Halitose (mau hálito), mais de 80% se encontram na cavidade oral.

Problemas na higiene oral que provocarão o aparecimento da cárie, gengivite, saburra lingual (língua branca), dentre outros, associado também com a presença de caseos amigdalianos, podem causar um mau hálito forte.

Contudo, é possível já começar o tratamento deste chato e constrangedor problema na sua residência e gastando pouco. Vamos lá entender?

1. Tome pelo menos 2,5L de água por dia
A saliva tem várias funções, e uma delas é preservar a saúde dos tecidos da boca através da atuação nas bactérias que causam bastantes problemas, incluindo o mau hálito.

Quando não há a ingestão da quantidade ideal de água por dia, há uma diminuição da formação de saliva do corpo.

Com baixa quantidade de saliva na boca, há um crescimento da proliferação bacteriana e da descamação da mucosa oral, que podem causar o mau hálito. Se policiar para beber pelo menos 8 copos com água durante o dia é primeiro passo para Tirar o mau hálito.




2.Coma frutas e alimentos que contribuem para a digestão e o trabalho intestinal
Poucas pessoas, mas a prisão de ventre pode originar o mau hálito.

Isto ocorre pois os gases oriundos das fezes que ficam presos são jogados na corrente sanguínea e, quando chegam aos pulmões, são liberados através da respiração.

Frutas fibrosas feito as maçãs ajudam muito na limpeza natural na boca.

Cenouras, maças e pepinos, por exemplo, são considerados alimentos detergentes porque, durante a mastigação destes alimentos crus, há a realização de um tipo de raspagem na superfície dos dentes, removendo a placa bacteriana que pode provocar vários problemas, incluindo o mau hálito.

 Ainda mais, podemos achar vários alimentos, como o chás e o suco de frutas(limão, por exemplo), que ajudam na digestão, descartando os gases que podem provocar o mau hálito. Veja abaixo alguns alimentos que podem ajudar a eliminar o mau hálito.

A. Canela e erva Doce (funcho)
Estes alimentos possuem propriedades antimicrobianas, isto é, combatem os microorganismos e bactérias que podem provocar problemas à saúde.

Realizar a mastigação de uma colher de sopa de erva doce aumentará a produção salivar, atuando no combate ao mau hálito.

Também é possível fazer um chá de erva doce ou de canela adicionando uma ou duas colheres de chá de sementes de erva-doce em um copo com água quente por 5 a 10 minutos.

B. Cravo e Sala
O cravo e a salsa também combatem as bactérias e são bastante eficientes para acabar o mau hálito, ainda que seja momentaneamente. É necessário apenas mastigar poucos pedaços.

Ainda é possível também preparar um chá com o cravo, adicionando uma colher de chá deixar ferver por 5 a 10 minutos.

C. Suco de limão
O limão é usado como opção caseira para combater o mau hálito por muito tempo.

Primeiramente ele contribui para a eliminação dos gases que originam o mau hálito.

Segundo porque o limão apresenta características adstringente e bactericida, destruindo bactérias na cavidade bucal e em todo o intestino.

E, como mencionei acima, o limão possui uma função reguladora no intestino, diminuindo a quantidade de gases com mau cheiro que caem na corrente sanguínea e são eliminados pela respiração.

D. Chá de Boldo
Existem mais de 50 causas para o mau hálito. Um percentual destas causas é originada por problemas na digestão.

Os gases oriundos na digestão são desviados para o sangue e exalados pela respiração.

O chá de boldo auxilia muito no processo de digestão dos alimentos, prevenindo que os gases pútridos sejam liberados através da boca.

A ingestão de alguns alimentos como o café, o álcool, o alho ou a cebola, assim como fumar, “auxiliam” a piorar o mau cheiro na boca.

Também existem determinados remédios que apresentam como um dos efeitos colaterais diminuir a produção de saliva e deixar a boca seca, o que é sinônimo de mau hálito.

Outra das causas pode ser uma dieta carente em carboidratos. Estes tipos de nutrientes se encontram no macarrão, no pão, no arroz e nos legumes e uma dieta pobre em carboidratos|faz com que o organismo utilize as gorduras como fonte de energia.

3. Amenize a ingestão de alimentos com grande riqueza de proteínas, gorduras e alimentos ricos em enxofre
Já que estamos debatendo sobre alimentação, vale lembrar que existem alimentos que auxiliam a formação do mau hálito.

Aqui menciono que a proposta não é parar de vez, mas não extrapolar no consumo, como por exemplo:

• Cebola ou alho;
• Queijo;
• Cafés;
• Salames;
• Pepperoni.

4. Ficar muito tempo sem comer
O corpo humano utiliza glicose para criar energia, e esta vem dos alimentos.

Se uma pessoa passa longos períodos sem alimentar-se, o corpo humano começa a fazer uso das proteínas corporais para gerar energia.

A degradação das proteínas do corpo humano provoca a formação de gases que serão eliminados pela boca, originando o mau hálito.

Por isso que é interessante que haja ingestão de comida (frutas, por exemplo) a cada 3 horas, com o propósito de que o organismo utilize as proteínas do corpo como fonte de energia.

5. Faça atividades físicas que reduzem a ansiedade e o stress
Pouquíssimas pessoas sabem disso, mas a ansiedade e o stress diminuem o fluxo salivar, o que pode contribuir para a formação do mau hálito.

Focar-se em ter uma vida mais tranquila e realizar atividades físicas ajudarão para a redução do stress e ansiedade.

6. Ter uma boa higiene buca regular e saudável contribui MUITO a prevenir e eliminar o mau hálito
Como discutimos, não se pode discutir em Eliminar o mau hálito sem falar a higiene bucal.

Problemas de saúde bucal como a cárie dentária, gengivite ou saburra lingual causam a liberação dos compostos sulfurados voláteis (CSV), que forma o mau hálito.

É essencial realizar a higiene bucal pelo menos 3x ao dia ou após as refeições. Higienizar os dentes através da escova de dentes e do fio dental e a língua por meio do limpador é essencial.

Histórico da ciência

Nesta segunda parte do conteúdo sobre Filosofia vamos tratar de mais um conteúdo que pode ajudar você a entender melhor o conteúdo e criar uma bagagem, que ajude na escrita de artigos para seu site de conteúdo que, como eu disse antes, pode ser vendido para profissionais de SEO que desejam criar ativos digitais para formar uma renda extra no Facebook com páginas de conteúdo e que sejam muito visitadas.

O conhecimento científico é conquista relativamente recente da humanidade. A Revolução Científica do século XVII marca a autonomia da ciência, a partir do momento que ela busca seu próprio método, desligado da reflexão filosófica. Para melhor entender o que significa essa revolução, vamos analisar o conceito de ciência existente antes da Idade Moderna.

A ciência grega de ganhar dinheiro


Dentre as civilizações antigas, os gregos foram os primeiros a desenvolver um tipo de conhecimento racional mais desligado do mito. O pensamento laico, não-religioso, logo se torna rigoroso e conceituai, fazendo nascer a filosofia no século VI a.C.



Nas colonias gregas da Jônia e Magna Grécia, surgiram os primeiros filósofos (posteriormente conhecidos como pré-socráticos), e sua principal preocupação era a cosmologia, ou estudo da natureza. Buscavam o princípio explicativo de todas as coisas (a arché), cuja unidade resumiria a extrema multiplicidade da natureza. As respostas eram as mais variadas, mas a teoria que permaneceu por mais tempo foi a de Empédocles, para quem o mundo físico é constituído de quatro elementos: terra, água, ar e fogo.

Muitos desses filósofos, tais como Tales e Pitágoras no século VI a.C. e Eu-clides no século III a.C, ocupavam-se com astronomia e geometria, mas, diferentemente dos egípcios e babilónios, desligavam-se de preocupações religiosas e práticas, voltando-se para questões mais teóricas.

Por que o homem quer conhecer?

Esta é uma leitura complementar que ajudará você a estudar melhor para suas provas de Filosofia. Isso é muito importante porque caso queira formar-se e ter uma profissão que ajude na constituição de sua renda, será de grande importância que tenha conteúdo. Para algumas pessoas inclusive, aprender mais sobre esta disciplina pode se constituir como uma fonte de renda extra trabalhando em casa no Facebook fazendo páginas que possam ser, futuramente, vendidas para profissionais de SEO.

O homem não se dispõe a conhecer o mundo porque o percebe como um enigma que lhe daria "gosto" resolver. Explicações que apelam para a "vontade de decifração de um mistério", de espanto em face das "maravilhas" da realidade (Platão), de "vontade de poder" (Nietzsche) são inteiramente ingênuas, situam-se fora de qualquer base objetiva. A simples e prosaica afirmativa de Aristóteles, no preâmbulo da Metafísica, ao dizer que o homem é um animal naturalmente desejoso de conhecer, tem a superioridade de concordar com a situação de fato, embora falte explicar-nos por que isto acontece. A proposição aristotélica não funda a epistemologia da pesquisa científica porque serve apenas para reconhecer um fato inicial, não oferecendo a explicação dele, que deveria ser o verdadeiro ponto de partida de todas as cogitações subsequentes. Tal ponto de partida nós o encontramos, se não estamos equivocados, na teoria dialética da existência, ao considerar o homem não um ser (no sentido aristotélico), um animal dotado de atributos invariáveis, mas um existente em processo de fazer-se a si mesmo, o que consegue pelo enfrentamento das obstruções que o meio natural lhe opõe e pela vitória sobre elas, graças ao descobrimento das forças que o hostilizam e dos modos de empregar umas para anular o efeito de outras, que o molestam, o destroem ou impedem de realizar os seus propósitos. O homem não conhece, não investiga a natureza para satisfazer um desejo imotiva-do, mas para se realizar na condição de ente humano.

VIEIRA PINTO, Álvaro. Ciência e existência. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1969. p. 426-427.